Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Travessa Brigadeiro Sampaio

Antônio de Sampaio, Patrono da Arma de Infantaria do Exército Brasileiro, nasceu em 24 de maio de 1810, na cidade de Tamboril, estado do Ceará. Filho de Antônio Ferreira de Sampaio e Antônia Xavier de Araújo, foi criado e educado pelos pais no ambiente simples dos sertões.

 Cedo revelou interesse pela carreira militar, galgando postos por merecimento graças a inúmeras demonstrações de bravura, tenacidade e inteligência. Foi Praça em 1830; Alferes em 1839; Tenente em 1839; Capitão em 1843; Major em 1852; Tenente-Coronel em 1855; Coronel em 1861 e Brigadeiro em 1865.

 Merece destaque suas participações na Cabanagem, na Balaiada, na Guerra contra Oribe e Rosas, na campanha contra Aguirre no Uruguai e na Guerra da Tríplice Aliança contra o governo do Paraguai, sendo condecorado seis vezes, no período de 1852 a 1865, por Dom Pedro II, então Imperador do Brasil.

Em 1886, na data do seu aniversário, 24 de maio, durante a Batalha de Tuiuti,  recebeu três ferimentos. O primeiro, por granada, gangrenou-lhe a coxa direita; os outros dois foram nas costas. Faleceu a bordo do vapor Eponina, em 06 de julho de 1866, quando do seu transporte para Buenos Aires.

Homem puro e patriota, Sampaio destacava-se por ser capacitado e corajoso, inteiramente dedicado à vida militar. Exemplo de exponencial bravura, foi consagrado Patrono da Arma de Infantaria do Exército Brasileiro, pelo Decreto 51.429, de 13 de março de 1962.

registrado em:
Fim do conteúdo da página