Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Rua Maria Quitéria

Maria Quitéria cresceu em uma fazenda e não teve formação escolar, mas era experiente na caça e na pesca, assim como no manejo de armas. Diferente das moças de sua época, ela era independente e contrariava os padrões da sociedade.

Em 1822, com a ajuda da sua irmã e do seu cunhado, se vestiu de homem e se alistou no batalhão de “Voluntários do Príncipe Dom Pedro”. Como Soldado Medeiros, participou de vários combates, entre os quais estiveram a defesa da Ilha da Maré, da Barra do Paraguaçu, de Itapuã e da Pituba.

Em 1823 diante das grandezas de suas ações, o general Labtut conferiu-lhe as honras de Primeiro Cadete e mais tarde, um Decreto Imperial lhe conferiu as honras de Alferes de Linha.

Apesar de muitas confusões ao longo da história, pode-se dizer que Maria Quitéria não fez parte do Batalhão do Imperador e sim do batalhão dos voluntários da pátria que são unidades distintas, entretanto essa confusão se dá devido ao apelido de granadeira que lhe é conferido devida ao seu exemplo de bravura e liderança.

Maria Quitéria morreu em 21 de setembro de 1853, deixando o exemplo de mulher lutadora e participante da vida pública.

registrado em:
Fim do conteúdo da página